DIETA VEGANA vs CÂNCER: SUAS DÚVIDAS ESCLARECIDAS

Se você já teve a curiosidade de pesquisar na internet sobre a relação entre uma dieta vegana e câncer, deve ter tido a mesma impressão que nós: parece enlouquecedor, isso porque são muitas as contradições e poucos os fundamentos científicos comprovados.

Aliás, não estamos falando disso por acaso: nessa semana, acontece o “Dia do Câncer”, e o que queremos com esse post é trazer informações de qualidade sobre o tema e te ajudar a encontrar, nos alimentos plant-based, alternativas mais saudáveis de vida.

Portanto, falaremos aqui sobre:

  • O que é o câncer e como ele atua em nosso corpo;
  • Alguns números alarmantes;
  • Dieta vegana e seus benefícios;
  • Agrotóxicos e as suas consequências;

Vamos matar a sua fome de conhecimento?

ENTENDENDO UM POUCO MAIS SOBRE A DOENÇA

(Não se preocupe: seremos rápidos e sem palavras técnicas)

Antes de tudo, precisamos saber que faz parte da vida que as células do nosso corpo cresçam e se dividam. Esse ciclo é normal e todo controlado de forma a nada dar errado.

– “Mas por quê esse ciclo acontece?”

As células crescem e se dividem para que a gente possa se desenvolver, para que tecidos machucados cicatrizem (por exemplo quando caímos) e em muitas outras funções.

Tudo isso está em perfeito equilíbrio em nós, mas existem alguns agentes que são capazes de mudar esse processo e romper essa harmonia.

Trazendo para a nossa realidade, aqui podemos dar alguns exemplos:

  • Agentes Físicos: por exemplo os Raios UV do sol
  • Agentes Químicos: presentes no ar ou em produtos que consumimos, como o tabaco e certos alimentos
  • Agentes Biológicos: por exemplo infecção por vírus, como o HPV
  • Fatores Genéticos

-“O que esses agentes fazem?”

Todos eles têm o poder de fazer com que as células cresçam de forma errada e fujam do equilíbrio natural. Eles atuam no núcleo, bem onde fica o nosso DNA.

Todo esse processo de mudança acontece muito rapidamente, e se torna um problemão, porque as células seguintes terão todas o mesmo erro.

Essa animação criada pela Acadêmia de Ciência explica de forma simples, didática (e até divertida), tudo o que falamos até aqui.

Vale a pena assistir, são apenas 6 minutos!

TUMORES BENIGNO E MALIGNO: QUAIS AS PRINCIPAIS DIFERENÇAS?

O que comumente se sabe é que tumores benignos, normalmente, são menos graves e de mais fácil tratamento.

-“Mas você sabe o por quê?”

Nessa tabela, nós listamos as principais características de cada um deles, para te ajudar a entender:

Então, de forma resumida, o que conseguimos entender é que as principais diferenças estão ligadas à velocidade de crescimento do tumor, a forma com que ele se espalha e sobrevive pelo nosso corpo e qual a melhor forma de tratamento para cada um deles. Tabela mostrando diferença entre cancer maligno e benigno

ALGUMAS ESTATÍSTICAS SOBRE CÂNCER:

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA):

  • Câncer de mama: é o tipo mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele, respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano. Pouca gente sabe, mas, apesar de menos frequente, homens podem apresentar também.
  • Câncer de Próstata: No Brasil é o segundo mais comum, atrás apenas também do de pele.

Segundo a BBC:

  • O câncer é uma das principais causas de morte em todo o mundo: a cada ano 8,2 milhões de pessoas morrem devido à doença.
  • 57% de todos os tipos de câncer ocorrem em países em desenvolvimento, enquanto 43% ocorrem nos países mais desenvolvidos.

  • 1/3 dos cânceres tem como causa de desenvolvimento algum desses 4 fatores: tabagismo, álcool, sedentarismo ou dieta inadequada.

A seguir, nós falaremos mais sobre o último fator da lista: dieta.

O QUE A DIETA VEGANA TEM A VER COM ISSO?

Não é segredo que a qualidade da alimentação da população brasileira piorou. Nós estamos cada vez mais fugindo dos padrões recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Veja alguns exemplos:

  • 400g de frutas, verduras e legumes/dia é o indicado pela Organização e nem 10% da população atinge esse consumo. Aqui temos uma grande fonte de componentes preciosos, nas quais falaremos mais para frente.
  •  Sal: estima-se que o consumo médio do brasileiro seja de 12 gramas de sal por dia, mais do que o dobro dos 5 gramas diários recomendados. Muitos estudos já relacionam o consumo excessivo de sal e conservantes com o câncer de estômago.
  • E as gorduras ruins? Essas são consumidas acima do recomendado por nada menos do que 82% dos brasileiros. Essas gorduras são responsáveis por “inflamar” o nosso organismo, aumentando os riscos de doenças do coração e câncer.

Sabendo onde estamos errando, devemos pensar em como agir. Afinal, o que contém nessa listinha de dieta tão poderosa, que nos ajudaria a prevenir um câncer?

A resposta é simples: vegetais! Isso porque todos os componentes funcionais e anti câncer estão nesses alimentos, parte fundamental em uma dieta plant-based.

Esses componentes previnem doenças e retardam o envelhecimento. Além disso, também são importantes para o controle no nosso DNA, impedindo aquelas replicações erradas, que conversamos no início do texto.

E não estamos falando apenas de salada, precisamos lembrar que uma dieta vegana é composta dos seguintes grupos de alimentos:

  • Leguminosas: feijão, milho, ervilha, grão de bico, vagem.
  • Cereais: arroz integral negro, vermelho, quinoa, amaranto, sorgo.
  • Sementes: girassol, chia, linhaça, painço.
  • Raízes: batata doce, cará, mandioca, cenoura, beterraba.
  • Hortaliças: todas as folhas sendo elas cruas ou cozidas.
  • Frutas

E ainda, sabe aquela história de quanto mais colorido é o prato, mais saudável ele é? Verdade. 

As cores dos alimentos refletem suas propriedades nutricionais, então quando comemos alimentos nutritivos, comemos o sistema de defesa das plantas, por isso são tão importantes.

Para te ajudar a colocar todos esses alimentos no prato, você pode seguir essa sugestão: Marmita com proporções adequadas dos grupos de alimentos

COM O QUE MAIS EU ME PREOCUPO?

Além da dieta vegana, precisamos lembrar de algo muito utilizado por grandes indústrias em nosso país: os agrotóxicos.

-“Lembra-se dos agentes químicos capazes de gerarem as mutações nas células?”

Os agrotóxicos estão nessa categoria.

Aqui vai mais um dado para ficarmos preocupados: desde 2008, o Brasil é o país que mais consome agrotóxicos no mundo. Mais da metade das substâncias presentes nestes produtos químicos adotados nas lavouras brasileiras são proibidas em países da Europa e nos Estados Unidos.

Entrevistamos a Nutricionista Vanessa Fracaro da Universidade Estadual de Campinas, que em sua tese de Mestrado estudou intoxicações geradas pelo uso de agrotóxico, para entender um pouco melhor sobre o assunto.

Aqui compartilhamos o depoimento dela:

Os agrotóxicos nada mais são do que venenos usados na produção de alimentos para evitar e matar qualquer coisa que atrapalhe na produção. 

Por mais que se lave os alimentos ou tire a casca, não é possível eliminar 100% os agrotóxicos dos alimentos pois, estes estão dentre as fibras e na composição do alimento.

A produção com agrotóxicos faz com que as plantas cresçam com menos vitaminas e minerais, os componentes que nos ajudam a prevenir doenças, inclusive, o câncer.

Além disso, os venenos precisam ser eliminados pelo nosso corpo, e sem as vitaminas necessárias muitas vezes se acumulam no organismo causando doenças. 

Como a maioria dos agrotóxicos é solúvel em gordura, eles estão presentes em maior quantidade em alimentos gordurosos: carne, leite e ovos.

E em menor quantidade nos alimentos vegetais, pois estes não possuem gordura nenhuma, então guardam menos destes alimentos.

Nutricionista Vanessa Fracaro em entrevista para a Beleaf
Nutricionista Vanessa Fracaro

Está ai mais um motivo para além de seguir uma dieta plant-based, sempre que possível, buscar por ingredientes orgânicos!

ESTAMOS CONVERSADOS?

Disso tudo, o que fica é a boa notícia de que com um estilo de vida saudável, principalmente com a alimentação, a gente consegue aliados fortíssimos para diminuir as chances de desenvolvermos câncer.

Muitos vegetais no prato e preferencialmente orgânicos, são coisas que a VeganJá se preocupa desde que nasceu.

E nós continuaremos sempre na busca por esses ingredientes cheios de poder, oferecidos pela natureza!